segunda-feira, 5 de março de 2012

Surpresa

Tocaram à porta. Espreitei cá de cima da janela: um senhor careca, a dar para o velho. Abri um pouco a medo e comecei a descer as escadas com medo que ele viesse mesmo até à porta. "Joana Tavares Moreira" -perguntou ele. "Sou eu." E eis que aparece um enorme ramo de rosas vermelhas! Vermelho escuro. Escuro como o sangue, como o vermelho do coração. Para mim! Todas para mim! Agradeci,peguei no ramo e corri pelas escadas até casa.
Um mimo! Um mimo tão bom! Obrigada!! Obrigada!!

3 comentários:

  1. Há gente com muita sorte!! Que importam gracietes (minusculas intencionais) quando supresas acontecem para colorir a vida das gentes?! Força.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Bonitas e bem vermelhas de sangue e do coração...
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar